I Ciclo de Debates Latino-Americano

Nos dias 30 e 31 de maio, a Caritas Nossa Senhora de Fátima participou do II Ciclo de Debates Latino-Americano sobre Trabalho Social com Família de Crianças e Adolescentes, realizado em Belo Horizonte.

A psicóloga Luciana Prado, representante da Caritas no evento, avalia a atividade como uma rica oportunidade de aprendizado e conhecimento de experiências bem sucedidas em vários países. Percebemos, por exemplo, que as dificuldades de mobilização de jovens e famílias são as mesmas em diversos projetos; mas também que nossos esforços estão no caminho certo, na medida em que pensamos e reinventamos a todo o momento estratégias de comunicação e divulgação, e fortalecemos nossa rede de serviços e parceiros. O evento vem contribuir muito com nosso trabalho com jovens no Morro das Pedras.

Segundo o site do evento:

Nos dias 30 e 31 de maio, a Terra dos Homens e o Projeto Providência realizaram o II Ciclo de Debates Latino-Americano sobre Trabalho Social com Família de Crianças e Adolescentes, em Belo Horizonte/MG, Brasil, com o apoio Family For Every Child, Itaipu Binacional e Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais e parceria do Movimento Nacional Pró Convivência Familiar e Comunitária, Red Latinoamericana de Acogimiento Familiar (Relaf), Dayrell Hotel & Centro de Convenções, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e Famiglia Materna. Com o objetivo de disseminar a cultura em prol do trabalho social com famílias, sobretudo de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social através de trocas de boas práticas nacionais e internacionais, o evento reuniu 600 pessoas de 18 estados brasileiros e 8 países.
Durante o evento, os palestrantes demonstraram como os diversos estados do Brasil e outros países têm posto em prática metodologias diversas que garantem a participação e o protagonismo das famílias e crianças atendidas nas temáticas de Arte e Cultura com Direitos Humanos; A Participação de Crianças e Adolescentes na Incidência Política; Preparação para Autonomia e Geração de Renda; e Vínculos e Proteção. O tema principal do encontro foi a PREVENÇÃO à violência. Um assunto de interesse não só do Brasil como de outros países que estiveram presentes para enriquecer o debate e promover, em nível global, as Diretrizes Internacionais de Cuidados Alternativos da Organização das Nações Unidas (ONU). O debate entre profissionais que atuam com crianças e adolescentes estimula o combate das violações de direitos da população infanto-juvenil que cresce em contextos de pobreza e desigualdade. Para Vírgilio Resi Marcelo Moreira, presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes de Belo Horizonte, “O evento confirmou a necessidade de avançarmos em estratégias para estimular e favorecer a participação de adolescentes e jovens nos espaços de construção e monitoramento das políticas publicas.”, enfatizou. Nos intervalos as crianças e adolescentes atendidos pelo Projeto Providência realizaram algumas atividades, como: teatro, artes circenses, dança, canto, entre outras. “Foi uma oportunidade ímpar poder participar deste encontro. As experiências nacionais e, principalmente, as internacionais foram de alta relevância. Trazer pessoas de outros países é muito positivo, pois assim entendemos que mesmo mudando o contexto criança e adolescente é assunto mundial. Me fez ir para um outro lugar. Me impactou. Me inquietou.”, disse uma participante do II Ciclo Latino-Americano”.

Fonte: http://www.movimentonacionalpcfc.org.br/pt-BR/notices/1

1